Se o mundo é sensorial, seu negócio também deve ser!

Se o mundo é sensorial, seu negócio também deve ser!

“Quando ouço música, eu sempre vejo as cores e as formas, eu não consigo fazer nada sem ver cores. Quando estou na rua e vejo um carro ou quando um celular toca, sempre vejo cores… Além disso, se ouço um cachorro latindo ou um pássaro cantando, é como música, e vejo muitas cores…” Parece que estou falando de uma nova utopia futurista – ou distopia, vou deixar ao seu critério – que vai estrear no cinema em 2017, mas não! Esta é a vida de Elizabeth Sulser, uma das únicas sinestésicas do mundo capazes de fundir três sentidos diferentes.

Se você não leu o post que a Mari escreveu semana passada, deve estar se perguntando: mas o que raios é sinestesia? Vem cá, eu explico. É uma condição neurológica que acaba fundindo diferentes modalidades de sentidos. É isso mesmo, você enxerga uma cor, ou mesmo sente um gosto, todas as vezes que ouve um som ou vice-e-versa. Respondida a primeira pergunta, talvez você queira saber o que isso tudo tem a ver com o universo do marketing, acertei?

Embora os sinestésicos representem uma parcela muito pequena da população, e a maioria de nós não consiga fundir os sentidos dessa forma tão intensa, seria incrível se todos os consumidores fossem iguais a Elizabeth. Imagine só se todo mundo pudesse sentir gostos cremosos ou picantes enquanto escutasse o jingle da sua nova campanha. Ou então, se os seus consumidores ouvissem um som específico todas as vezes que vissem a logo da sua marca… Pensamento tentador, não é?

wow

A verdade é que alguns conceitos das ciências do cérebro, como a sinestesia, podem sim – e devem – ser extrapolados para a criação de estratégias e ações de marketing. Os sinestésicos têm uma capacidade de memorização muito alta, que acontece por causa da ativação de diferentes sistemas de percepção sensorial de forma congruente. Agora, pensa aqui comigo, será que essa história de estímulos multissensoriais congruentes não pode ser colocada em prática, por exemplo, no PDV?

Sim, pode! E um ótimo exemplo disso é a loja conceito da linha Nativa SPA dO Boticário, totalmente concebida para estimular a experimentação dos produtos. Seja pela altura das prateleiras, amostras disponíveis por toda a loja ou mesmo pelos tratamentos oferecidos nas visitas, os consumidores são estimulados O TEMPO TODO a interagir com os produtos. Funciona basicamente assim: aromas intensos + cores chamativas + texturas agradáveis = até eu, escrevendo o texto, já fiquei com vontade de visitar a loja. Este tipo de experiência faz toda a diferença durante uma venda. Além de aumentar as possibilidades de o consumidor criar laços emocionais mais intensos com a sua marca, as chances de você ser lembrado também se tornam maiores.

nativa spa

Além da sinestesia, outras condições, sejam elas de base neurológica, genética, etc., podem ser aproveitadas para a criação de experiências únicas para o consumidor. Outro exemplo que acho fantástico é a coleção de batons Liptensity da MAC. Dentre os seus vários diferenciais – como as cores ultrapigmentadas e embalagens coloridas por dentro – a criação da coleção contou com a consultoria de Maureen Seaberg, que é tetracromata. O tetracromatismo é uma condição que a faz enxergar 100 vezes mais cores do que qualquer outra pessoa. E como isso contribui para a nova coleção da marca? No mínimo, enxergar 100 cores a mais que grande parte da população te ajuda a refinar a coloração dos seus produtos em um nível invejável. Eu não sei você, mas eu adoraria poder contar com a ajuda de tetracromatas para lançar qualquer produto colorido. Sem contar que investir neste tipo de inovação pode ser uma ferramenta poderosa nas mãos de uma boa equipe de branding.

Quando o assunto é inovação, lançar mão de conhecimentos da área da saúde ou mesmo de certas condições, como a sinestesia e o tetracromatismo, já deixou de ser apenas uma ideia mirabolante e está, cada vez mais, fazendo parte do dia a dia de grandes marcas que apostam em estratégias fora da caixinha – e vendem muito, é claro!

E você, está inovando como em suas ações de marketing? Então conta pra gente!

Se o mundo é sensorial, seu negócio também deve ser!