4 tendências de consumo para o setor de varejo

4 tendências de consumo para o setor de varejo

Por conta da pandemia do coronavírus, o varejo foi um dos segmentos mais afetados da economia. O Dia dos Pais, comemorado no próximo domingo (9), será a primeira data comemorativa pós reabertura de uma parcela das lojas e diminuição do bloqueio.

Uma pesquisa feita pelo Google Brasil informou que 26% dos consumidores brasileiros disseram não saber se vão adquirir algum item neste Dia dos Pais. Além disso, 19% indicaram que não vão fazer compras em lojas físicas enquanto 40% dos entrevistados confirmaram preferência por compras em canais online.

Diante desse contexto, quais são os impactos da pandemia para o setor de varejos? Quais são as tendências de consumo e oportunidades para as marcas? Separei alguns tópicos destacados em um estudo feito pelo WARC sobre o assunto.

  • Gastos com publicidade de marcas de varejo serão fortemente afetados em 2020.

De acordo com o estudo, o varejo está entre as categorias mais afetadas no que diz respeito aos gastos com publicidade em 2020, com um declínio global de 15,2%. Com os bloqueios forçando o fechamento de lojas e centros de compra, os varejistas precisaram encontrar outras alternativas como medidas temporárias. À medida que o bloqueio diminuiu, as marcas precisaram priorizar gastos com mudanças obrigatórias de prevenção e higiene, deixando em segundo plano a publicidade paga.

  • Os compradores estão adiando suas compras.

De acordo com a GlobalWebIndex, os consumidores têm duas vezes mais chances de adiar as compras até que o quadro causado pela COVID-19 termine completamente. Para os compradores, a recessão iminente está causando mais ansiedade financeira e influenciando os comportamentos normais de compra. No geral, quatro quintos (79%) dos consumidores afirmam ter adiado suas compras. Para os varejistas, essa queda nas vendas provavelmente impactará fortemente seus negócios em 2020.

  • A aceitação pelo comércio eletrônico é crescente.

Os clientes se voltaram para sites de varejo digital durante a pandemia da COVID-19 que acelerou a penetração do comércio eletrônico. Nos últimos dez anos, o comércio eletrônico como parcela do total de vendas no varejo nos EUA aumentou 10 pontos. Desde que a pandemia começou, o aumento já registrou 11 pontos em apenas alguns meses.

  • Os novos hábitos de consumo que se formaram durante a pandemia continuarão a longo prazo.

Os consumidores mudam seus hábitos de compra e experimentam novos produtos quando sofrem perturbações em suas vidas normais. Isso ocorre porque reflete uma característica psicológica em que as pessoas têm maior probabilidade de experimentar novas marcas quando elas passam por um evento de vida. Quando ocorre uma interrupção, ela quebra os hábitos existentes e novos, surgem. (Se você ainda não viu nossa LIVE sobre Novos Hábitos durante a pandemia, clique aqui.)

A COVID-19 é um excelente exemplo disso, com quase 90% dos consumidores da Geração Z afirmando que fizeram alterações em sua rotina diária. As marcas de varejo precisam estar disponíveis para ajudar os compradores a simplificar essas novas decisões de compra e se sentirem seguros.

Sendo assim, responder agora ao sentimento do consumidor em questões como higiene também é imprescindível para os varejistas. Isso pode ser uma orientação no próprio ponto de venda sobre como os clientes podem navegar na loja o mais rápido possível ou através de campanhas de marca, construindo confiança com o consumidor.

Já parou para pensar se você está utilizando as técnicas certas capazes de criar uma experiência positiva de compra? Se você quiser saber mais sobre como podemos ajudar o desempenho da sua marca, fale com um de nossos especialistas!

4 tendências de consumo para o setor de varejo